<

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Se o Candido recordou um Cagão eu venho recordar um Amigo

Um post de 24 de Abril de 2009 do Carlos Falcão. Ja nessa altura se adivinhava o que se viria a passar. Os amigos que eram amigos ficaram e continuam. Os conhecidos que eram para ser amigos,ficaram na mesma e cada vez mais velhos .... como diziam os antigos ... " a inveja nunca medrou nem quem ao pé dela morou "... O Carlos Falcão merece ser aqui recordado, pois de mal amado no nosso bairro....cresceu a pulso e é hoje um homem do mundo.

Não obstante a adversidade, o Alvaro continua com determinação e honra, uma missão que se confiou:
A memoria colectiva da Nossa Malta, o Cavalinho Selvagem, o traço-de-união para as amizades de ontem e de hoje. O tempo passa e, quando damos conta, o que aconteceu com a nossa vida? o que fizemos dela? onde estão os bons amigos e quem são eles? Ontem no BMC, na Escola, no Colégio, no Liceu, na Universidade, hoje no mundo real, acontece que levamos a nossa vida adiante, assumindo os nossos compromissos e responsabilidades. E quando paramos para pensar, por onde andam os amigos dos tempos de escola? E aqueles bons amigos que nos faziam rir com apenas meia dúzia de palavras simples, ditas sem o menor pudor? E aquele amigo chato, como o bicho carpinteiro, com quem nem sempre concordava-mos, mas que no fundo estava sempre ao nosso lado? Onde estão eles agora?Tenho grandes amigos e nem o tempo ou a distância física foram capazes de dificultar essas amizades que guardei a sete chaves.
Reais ou virtuais, próximos ou distantes, o que importa é aquilo que bate cà dentro. O que importa são os momentos presentes, a nossa história que continuamos a construír todos os dias. É certo que as nossas contribuições são limitadas.
A vida é assim, fazer amigos e preservar os já existentes são fios da mesma teia … Alvaro, somos teus amigos !
Carlos Falcão

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger

-->

Referer.org