<

sábado, 25 de julho de 2015

O BAIRRO VISTO DE VALA DE CANAS, HOJE!!!




JOTTA LEITÃO

quarta-feira, 3 de junho de 2015

ESCOLA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Alem dos manos Ferrões, a Nela Curado da Rua Y, ainda se vê o Jorge Madeira e o João Baptista da Rua J, o Luis Gim da praça M e o Vitor Soares da praça dos Baloiços


Foto cedida pelo: Luis Pinheiro de Almeida ( Gim )
tb em 15.5.08 e em 8.2.09

Etiquetas:

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Aniversariantes de Junho



Para que o pessoal comece a preparar as prendas








J U N H O



JORGE CALDAS - 03-06-1943   ( Falecido já este ano)

RUI PATO - 04-06-1946

Maria TERESA BENTO Prata - 06-06-1942

Pato DONALD - 09-06-1934

LUIS Parreiral HIPOLITO - 09-06-1982

ROSA OLIVEIRA Gândara - 12-06-1946

ERNESTO F. COSTA ( JÓJÓ) - 15-06-1953

ALBERTO J.Ferreira MATOS ( El Cordobes) - 17-06-1946

JOSE CARLOS CANELAS Marques dos Santos - 18-067-1947

Mª TERESA Silva PINTO - 20-06-1948

Maria JOÃO SOUSA - 20-06-1961

MARIANA Garcia MARQUES - 22-06-1983

Maria FERNANDA REBELO - 23-06-1945

MANUELA DIAS - 25-06-1946

PAULO Jorge Ferreira GASPAR - 26-06-1963

JOSE Pedro C. PONTES de Sousa - 29-06-1958

QUIM REIS - 30-06-1943

Já Falecida faria anos este mês  GEORGINA FAUSTINO ( GINA) -19-06-1948


Nota: Esperamos que quem nasceu em JUNHO ainda se acuse




Etiquetas:

Cândido Ferreira - Candidato à Presidência da Republica

A Candidatura à Presidência de um Cavalinho que morou no Bairro na Rua I ( Infante Santo) .

Do FB de 30 de Maio - Candidatura Cândido Ferreira COMUNICADO nº. 1 - 2015


O cidadão Dr. CÂNDIDO FERREIRA apresentou a sua candidatura à Presidência da República, em 25 de Abril passado, na sua terra natal (Febres - Cantanhede), perante uma importante representação de órgãos da comunicação social e de um auditório repleto por centenas de pessoas de todas as idades, regiões do país e orientações políticas. Nessa sua iniciativa, Cândido Ferreira recebeu entusiásticos e inúmeros apoios que ultrapassaram largamente os verificados em outras candidaturas concorrentes, que não demonstraram a mesma capacidade de recolher as competentes assinaturas. (*) Por outro lado, o candidato apresenta um currículo notável (**) que o coloca, pelo menos, em qualquer área que analisemos, ao nível de qualquer dos nomes que têm sido apontados como eventuais adversários, neste seu objectivo. É um reputado médico nefrologista que participou em acontecimentos marcantes da medicina portuguesa e, empresário qualificado, está ligado à criação de clínicas privadas de diálise que são referências (uma das suas empresas foi mesmo considerada a melhor do distrito de Leiria, em 2012) e também labora na área da agricultura e do turismo. Sempre empreendedor, teve um papel de grande intervenção na vida social, autárquica e associativa, tendo sido dirigente concelhio e distrital (em Leiria e em Coimbra) do Partido Socialista. Para além de autor de vários livros (romances e textos de intervenção) publicados e merecedores de excelentes críticas. No seu discurso o Dr. Cândido Ferreira afirmou: “Hoje, no início desta caminhada, apelo ao papel “moderador” da comunicação social, a quem compete informar os portugueses com equilíbrio, verdade e isenção. Mais importante do que a obra por mim realizada, ao longo da minha vida - os livros que escrevi, os avanços que produzi e os doentes que ajudei, as causas que defendi ou as empresas e os empregos que criei -, interessa saber como o fiz e se foi com as pessoas e a pensar nas pessoas. Isto é, de que lado da barricada sempre me posicionei, que interesses sempre defendi e que resultados apresento hoje.” Compreende-se que a sua candidatura possa ser incómoda para muita gente, mas é este apelo que, hoje, se retoma, na medida em que, cinco dias depois, verificamos que órgãos de comunicação de referência, e até canais de televisão, em debates públicos, continuam a escamotear, completamente, a sua candidatura prejudicando o debate político que deverá ser estabelecido na sociedade portuguesa sem quaisquer limitações ou censuras prévias. Deste facto insólito, que põe em causa os fundamentos da própria democracia, será feita participação à Comissão Nacional de Eleições e à Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

Etiquetas: ,

Mais um Almoço dos Cavalinhos em Lisboa - 28 Maio 2015

Almoço no Restaurante Rio Ceira na Baixa de Lisboa



  

Grande Equipa de Rugby da AAC

domingo, 31 de maio de 2015





POUSADA CONVENTO DO DESAGRAVO

VILA POUCA DA BEIRA

sexta-feira, 24 de abril de 2015

No tempo dos Principiantes da Academica

Uma das equipas foi finalista com o Sporting em 62/63.
Esta equipa ficou pelas meias finais com o Leixões e a outra que foi Campeã Nacional ao bater o Benfica.
Tudo isto no tempo em que o premio era o pirolito com bola.
Ca estão ainda os Apaches: Emidio,Pombalinho e Pestana.
Em pe: mass?? . Emidio, Marques,Sobral Pombalinho, Ramiro, ? ,Alvaro Duarte (trein.) e Costa Pereira.
Em baixo : Pestana, To Martins, Mario Lima, ???, e Garrido

Etiquetas:

Os Cavalinhos na 1ª Final da Taça Nacional de Principiantes

23 ABRIL 2015

Equipa Finalista da 1ª Taça Nacional de Principiantes


Esta foi a equipa finalista da 1ª Taça Nacional de Principiantes ( hoje em dia Juvenis) que em Leiria disputou a Final com o Sporting e onde perdeu por 5-1. No seu percurso e depois de vencer o Distrital de Coimbra, bateu o Salgueiros e a Sanjoanense apresentando-se assim na Final. Esta equipa foi constituida em meados de Fevereiro, com jogadores jovens das melhores equipas de Coimbra de miudos, que eram os Apaches e o Sta Cruz. Nunca tinham jogado oficialmente e em 4 meses estavam a disputar uma Final Nacional. Ligados aos Apaches do Bairro Marechal Carmona estavam: Pestana, Madeira, Pombalinho Altenor, Emidio e Mesquita. Do Bairro tambem era o Treinador Alvaro Duarte (Massas). A Academica ( os seus jogadores) pretendiam que se protestasse o jogo, pois a bola da Final era de tamanho superior àquela a que tinham sempre jogado na zona norte. Os dirigentes da AAC acharam que não valeria a pena e não protestaram. No ano seguinte passou-se o mesmo entre Benfica-Leixões , Final em Coimbra em que o Benfica venceu o Leixões tambem por 5-1. O Leixões protestou e venceu o protesto. A Final foi repetida e o Benfica viu-se aflito para vencer o Leixões no Municipal de Coimbra por 2-1. Nessa equipa do Sporting que venceu a Academica na Final, jogaram atletas que se evidenciaram mais tarde: Damas, Barnabe, Caló, Pederneira, Jose Carlos e Batalha).
Os jovens do nosso bairro, invadiram Leiria para ver este jogo.

Etiquetas: , , ,

sexta-feira, 3 de abril de 2015

FELIZ PÁSCOA


sábado, 28 de março de 2015

MAGOITO- NOIVADO PRIMAVERIL


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

UM FELIZ ANO DE 2O15

Em nome dos que choram
Dos que sofrem
Dos que acendem na noite o facho da revolta
E que de noite morrem
Com a esperança nos olhos e arame em volta.
Em nome dos que sonham com as palavras
De amor e paz que nunca foram ditas,
Em nome dos que rezam em silêncio
E falam em silêncio
E estendem em silêncio as duas mãos aflitas
Em nome dos que pedem em segredo
A esmola que os humilha e destrói
E devoram as lágrimas e o medo
Quando a fome lhes dói.
Em nome dos que dormem ao relento
Numa cama de chuva com lençóis de vento
O sono da miséria, terrível e profundo.
Em nome dos teus filhos que esqueceste
Filho de Deus que nunca mais nasceste
Volta outra vez ao mundo!

 ( Ary dos Santos)

M.P.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Aniversariantes de JANEIRO - (recuperando post de 2010)



Para que o pessoal comece a preparar as prendas



JANEIRO - Capricornios


Nela Sarmento - 01.01.49
São Vaz ( Quito ) - 02.01.51
Chico Torreira - 03.01.45
Maria Ceu Sarmento ( Lita ) - 05.01.54
Ana Isabel Costa ( filha da Belinha Costa) - 05.01.82
Betinho Lopes - 06.01.39
Monica Lucas( filha do Rui Lucas ) - 06.01.72
Fernando Dias Azenha - 07.01.48
Branca Sarmento - 10.01.47
Virgilio Oliveira ( Cavacas ) - 12.01.50
Carlos Alberto Rodrigues - 17.01.48
Rosa Maria (Romicas) - 18.01.59
Filomena Dias - 23-01-61
Isabel Dias - 23-01-61
Gonçalo Pereira ( filho do Quito
 26.01.77
Dora Rodrigues Viana- 29.01.70
Eduardo Reis ( Lau ) - 31.01.45

Nota:Esperamos que quem nasceu em Janeiro ainda se acuse

Etiquetas:

Hoje é Dia de Reis

O Dia de Reis, que hoje se assinala, está associado ao bolo-rei e ao "cantar das janeiras" e põe fim às festividades de Natal e Ano Novo, tendo origem na Bíblia, o livro sagrado da Igreja Católica.
"Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia no tempo do rei Herodes, vieram do oriente uns magos a Jerusalém, perguntando: Onde está aquele que nasceu Rei dos Judeus? Porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos adorá-lo", lê-se no evangelho de S. Mateus (capítulo II).

O dia que hoje se assinala terá origem aqui, sendo o 06 de Janeiro mais importante do que o Natal para os cristãos ortodoxos. Assinala a visita de "reis magos" a Jesus, oferecendo-lhe presentes (em Espanha mantém-se a tradição de trocar presentes neste dia), e assinala ainda o fim das janeiras (cantares que na tradição eram religiosos).

Hoje mesmo, e como também já é tradição, grupos de cantares estarão na residência oficial do primeiro-ministro a "cantar as janeiras", uma acção que implicava ao longo dos anos uma recompensa (comida ou dinheiro), mas que sindicalistas inverteram, porque hoje vão "cantar as janeiras" junto do Ministério das Finanças e oferecer a eles uma "prenda".

Na Amadora vai fazer-se um bolo-rei com 100 metros, um doce tradicionalmente redondo, com frutos secos e cristalizados, que poderá ter origem nas festas de ano novo dos romanos mas que hoje simboliza as ofertas dos "reis magos".

Em Portugal, até recentemente, tinha dentro dele uma fava e um pequeno brinde, de metal, mas a hipótese de poder ser inadvertidamente engolido acabou com a tradição. Que já tinha estado em risco em 1910, quando da implantação da República, tendo de chamar-se durante algum tempo "bolo de Natal". Em 1911 houve mesmo uma proposta parlamentar, rejeitada, para alterar o nome para "bolo república".

A bíblia não faz referência a "reis" mas a magos e também não diz quem eram, mas o tempo encarregou-se de afiançar que eram Belchior, Gaspar e Baltazar, que nalgumas culturas têm a mesma representatividade do que o "pai Natal", sendo as renas substituídas pelos camelos, nos quais os tais magos, diz a tradição, iriam montados.

Em alguns locais de Espanha deixam-se sapatos na janela durante a noite com erva para alimentar os camelos dos reis, um gesto premiado com doces no amanhecer de hoje. Nada parecido com o ouro, incenso e mirra que ofereceram os reis magos há mais de dois mil anos.

E à falta de reis, cantares e bolos é a tradição que conta.

Lusa/SOL

Etiquetas: ,

domingo, 28 de dezembro de 2014

BOM 15

Muita saúde sempre.
Um abraço

TONITO Dias

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

O Cavalinho Adolfo Cruz na sua Ida à Turquia

É capaz de haver alguns Cavalinhos que não se lembram do Adolfo Cruz. O Adolfo viveu na Rua de Macau ao lado Cafe que la existia, na descida do lado direito. É irmão do Vitor, mais velho, que foi viver para Viana do castelo e que vive agora em Vigo. Encontrei-o ha pouco tempo na Assembleia da Republica, integrado num grupo da APRe!. Como se vê está vivo e de boa saude.

Etiquetas:

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Almoço de Natal

Realiza-se amanhã na Baixa Lisboeta mais um Almoço de natal dos Cavalinhos em Lisboa.
 Como habitualmente, Concentração em frente à Pastelaria Suissa no Rossio..... e depois se verá...

Etiquetas: ,

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Coimbra Taberna em Lisboa

Coimbra Taberna abriu a 12 dezembro em Lisboa
Coimbra mudou-se para Lisboa, por via de um espaço que pretende recriar as tertúlias da cidade dos estudantes.
Por isso se chama Coimbra Taberna, situa-se na Calçada de São Francisco, n.º 6 A, nas proximidades do Chiado, em plena Baixa lisboeta.
 Foi inaugurada, com a actuação do grupo Serenata ao Luar, da Casa dos Antigos Estudante de Coimbra, em Lisboa.
Um projecto de antigos estudantes de Coimbra, Nuno Cadete e Jorge Fernandes que querem «levar as tradições de Coimbra, projectando a cidade em plena zona turística de Lisboa».

Jorge Cadete à guitarra integrado no Grupo Porta Ferrea, actuou no 2º Aniv. da APRe! a 14 de dezembro, no Palacio da Independência em Lisboa

Etiquetas: ,

domingo, 14 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL



Nascimento de Cristo numa gruta de Belém.

Momentos de uma noite de há mais de dois mil anos, na Palestina, que os cristão veneram e recriam. com figuras simples, dispostas uma a uma entre musgos e ervas, sob telheiros de palha ou pedras de uma gruta. Tradição com largos anos.

O primeiro presépio foi feito por S. Francisco de Assis, em Itália. na floresta perto de Greccio, na noite de 24 de Dezembro de 1223.

Nos séculos seguintes, o exemplo da veneração do Santo Assis ao Rei dos pobres foi seguido pelas casas nobres europeias, embora aqui , longe da simplicidade do culto iniciado,  chegando  no séc. XVIII, aos lares de todo o mundo .

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Recordando o Pombalinho - Uma troca de comentarios com o Jó.Jó

Amigo Jó-Jó

Francamente não estou a ver quem sejas e não me recordo de te ver a acompanhares o Elói, o Zeca Ferrão, o Quim Pereira e outros, com quem privei em muitas noitadas. Provavelmente foi depois de eu ir para França.

De qualquer modo tocas num assunto, que já vi aí referido mais para trás e que gostaria de desmistificar:"a história do soco pela montra a dentro".

Abreviando:tinha eu sido rapado, numa bela noite ali junto do mercado do Calhabé, por uma mega trupe que incluía alguns marmanjos doutores do bairro.

No dia seguinte, já com a cabecinha rapada à máquina zero, fui barafustar para a esplanada do Silva, que os gajos eram uns estes e uns aqueles e que eu fazia e acontecia.

Vai senão quando sai-me disparado da porta do Silva um sujeito a perguntar-me o que é que eu queria, porque se era porrada seria para já e tal. Era, salvo erro, um também Silva que tinha estado na trupe.

Pontapé para aqui, lambada para acolá, engalfinhámo-nos os dois e fomos contra o vidro da montra do talho ao lado do Vasco da Gama, que se partiu.

Juntou-se um montão de gente, incluído o dono do talho com as mãos na cabeça: "Aí a minha montra", e a coisa acabou na esquadra.

É claro que a lenda diz que eu mandei um grande murro no rapaz e que o mandei pela montra a dentro, como víamos nos filmes, mas isso é pura invenção. Aliás eu talvez lhe tenha acertado mais alguns murros e pontapés mas o resultado, para falar verdade, não terá passado de um nulo. 

Estou farto de contar esta versão mas ninguém me acredita, porque o pessoal quer é histórias para a galhofa.

À conta disto criaram-me uma fama tal que, ao menos, nunca mais ninguém me chateou em matéria de pancadarias.

Moral: o que acontece é que eu tinha 13 anos e o Silva já vinte e tais. Eu estaria ainda na idade de ser garoto mas o Silva já tinha idade para ter algum juízo.

A personagem do Pombalinho, tal como os Apaches, que foram realidades dos anos 60 a 65, no bairro, não tem hoje grande coisa a ver comigo, como é natural,mas eu assumo-a sem problemas e por isso assino a minha participação neste Blog como Pombalinho, alcunha pela qual ninguém me conhece fora de Coimbra e fora dessa época. Contudo, para lá do bom e do mau que fizemos, do engraçado e do menos engraçado e até do inarrável, fica a amizade em estado puro que nos unia e que nunca mais encontrei na vida.

Quanto à história de aquecer o quarto a fumar, só pode ser má língua do Lau para o pessoal se rir. Ele apareceu-me por lá, a certa altura, a ver se lhe convinha algum emprego, acabando por se vir embora, porque certamente não lhe convinha nenhum. Eu trabalhava como recepcionista num hotel, desses baratos, a troco de alguns francos e de um cubículo com um divã aonde dormia. O quarto (?) não tinha aquecimento, embora por ele passassem os canos do aquecimento central, aquecendo normalmente qb. Em dias mais frios abria a torneira de água quente para aquecer. Aquecia com vapor de água e não com fumo de tabaco, embora fumasse que nem uma besta. Sabes, é que por aquelas bandas o frio dói. 

E para a próxima não acredites em tudo o que te dizem...

Sem ressentimentos,

Saudações do

Pombalinho

CROMOS DO D. JOÃO III - EUCLÍDES

Série cromos do D. João III
Histórias do Bairro
29-05-2008
Penso que a esmagadora maioria da malta do Bairro, passou pelo D. João III. Malta masculina diga-se, porque o Salazar não queria misturas. As meninas andavam longe dos nossos olhares provocantes, lá pelo Infanta D. Maria.
Não é novidade portanto aquilo que vou recordar, relativamente aos mestres que nos ensinavam naquele liceu, destacando os seus tiques certamente adquiridos depois de aturarem anos a fio as muitas gerações de alunos que por ali passaram.
O EUCLIDES
Era professor de Física. O filho foi meu contemporâneo na Faculdade de Direito, anos mais tarde.
Tinha todo o ar de cientista louco, de olhos muito abertos, e os cabelos grisalhos mal aparados e revoltos em torno da sua cabeça semi calva.
Um dia, no Laboratório do Liceu, planeou fazer uma experiência que consistia em depositar em água, uma pequeníssima quantidade de uma matéria que se chamava qualquer coisa de sódio ( os gajos das Fisico-Quimicas que me ajudem... ).
Só sei que esse produto ao entrar em contacto com a água gerava uma reacção energética que se traduzia em calor intenso ou mesmo explosão.
Teve o cuidado de explicar várias vezes antes da experiência, que devia haver o máximo cuidado na quantidade a depositar na água, porque um volume exagerado do produto poderia provocar uma explosão.
Mas o que ele pretendia nesse dia era apenas que observássemos a tal reacção energética obtida através de uma quantidade ínfima do tal sódio.
Tinha na mão esquerda uma bola desse produto ( talvez o equivalente a 100 ou 200 gramas ), e retirou cuidadosamente com dois dedos da mão direita uma insignificante noz que devia pesar para aí uns 5 gramas ou nem tanto.
Ficou portanto com as duas mãos com a tal coisa de sódio. A mão esquerda cheia com a maior parte e a direita com uma pequena migalha na palma da mão.
E, pela última vez advertiu que se , por descuido, deixasse cair na água a parte maior, tal seria o suficiente para rebentar com as vidraças do laboratório com a explosão que daí se geraria.
Já se está mesmo a ver o que aconteceu. Despistou-se, esqueceu-se das advertências que tinha feito aos alunos, trocou as mãos, despejou na tina com água o conteúdo da mão esquerda... e a explosão aconteceu mesmo!
E os vidros das janelas, os tubos de ensaio e toda aquela cangalhada que enchia o laboratório, partiram-se com estrondo!
Mas, foi uma experiência cheia de sucesso, porque o Euclides , ainda com ar abananado, acabara de demonstrar que era verdade o que nos tinha dito.

Texto de Rui Felício de 30Maio2008

Etiquetas: ,

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

SIGAM-SE OS BONS EXEMPLOS



Em 1966, a maior e única ponte suspensa  da Europa,  e quinta de todo o planeta.

"PONTE SOBRE O TEJO"
Assim, sua designação em  organismos oficiais, a mando do primeiro ministro.

"PONTE SALAZAR"
 Designação oral dada por vários agentes e pelo povo,  em honra do então 1º ministro António Oliveira Salazar.


Após concurso público, iniciaram-se as obras a 5 de Novembro de 1962.

 Concluida "seis meses antes" do previsto, foi inaugurada em Agosto de 1966.


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

CASA DA URRA - ALENTEJO

FIM DE SEMANA

NÓS











PRINCIPADO "CASA DA URRA"



SEUS FUNDADORES E NOSSOS ANFITRIÕES

E O GATO...
CATORZE CONVIVAS
EM AMENA CAVAQUEIRA
SILÊNCIO AFRODISÍACO




PERFEITO CENÁRIO



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

CURIOSIDADES

LOS ANGELES

Fundada em 4 de setembro de 1781, em nome da corôa de Espanha, com o toponómio de:

" El  Pueblo de Nuestra Señora la Reina de los Angeles del Rio de Porciúncula"

domingo, 26 de outubro de 2014

OUTONO




OEIRAS

Referer.org