<

sábado, 30 de julho de 2011

Exposição da Pintora Nel

HÁ FESTA NA ALDEIA

HOMBRES - RIO ALVA
















Tudo a preceito.
Arroz de miúdos de borrego logo pela manhã, como é tradicional.
Missa, procissão, almoçarada valente com alguns acompanhantes da banda na mesa familiar, leilão das "fogaças" e bailarico até às tantas.
Indispensável um banhar de pés no rio Alva, já que o muito alimento não permitia a desejada banhoca.
A noite terminou em amena cavaqueira ao som de baladas e fados de Coimbra.
No cavaquinho um conhecido da terra.
À guitarra um veterano da "Estudantina" que sempre nos presenteia nas reuniões de família.

A noite estava recheada de amor, paz, estrelas e luar.

NelaCurado

sexta-feira, 29 de julho de 2011

MIGUEL TORGA

PORTUGAL

Avivo no teu rosto o rosto que me deste,
E torno mais real o rosto que te dou.
Mostro aos olhos que não te desfigura
Quem te desfigurou.
Criatura da tua criatura,
Serás sempre o que sou.

E eu sou a liberdade dum perfil
Desenhado no mar.
Ondulo e permaneço.
Cavo, remo, imagino,
E descubro na bruma o meu destino
Que de antemão conheço:

Teimoso aventureiro da ilusão,
Surdo às razões do tempo e da fortuna,
Achar sem nunca achar o que procuro,
Exilado
Na gávea do futuro,
Mais alta ainda do que no passado.

Miguel Torga, in 'Diário X'

Etiquetas:

Autores: João Santana, João Mesquita
Editora: Almedina
Tema: Desporto
Ano: 2008
Tipo de capa: Cartonada
ISBN 9789724033013 | 716 págs



A HISTÓRIA DO FUTEBOL DA BRIOSA, julgamos nós, dificilmente será entendida se desligada da história da Associação Académica de Coimbra. Não apenas porque foi no seio desta que nasceu a prática da modalidade entre os universitários coimbrãos, estava o regime republicano no seu advento. Mas porque de outro modo não se compreenderia porque é que, em 1969, por uma única vez, o Presidente da República não esteve presente na final da Taça de Portugal. Como não se perceberia porque é que, em Junho de 1974, a secção de futebol da Associação Académica foi temporariamente extinta por decisão de uma Assembleia Magna estudantil.

O 25 de Abril foi há mais de três décadas e a chamada crise académica de 69 há mais tempo ainda. Mas não, não se trata de velharias, no que também simbolizam no relacionamento entre a Briosa e os estudantes. Ainda não há muito, durante um jogo, o estádio do Calhabé estava pejado de cartazes contra as propinas na Universidade. Em que outro estádio do país é possível - dir-se-ia mesmo, é normal - ver os estudantes a manifestarem-se assim?

E não, não são resquícios corporativos, como alguns poderão ser tentados a pensar. Ao contrário: se a história do futebol da Briosa é, desde sempre, inseparável das lutas estudantis, ela confunde-se igualmente, em larga medida, com a própria história da cidade e do país no último século

Etiquetas:

quinta-feira, 28 de julho de 2011

BRIOSA

Finalmente ganhámos um jogo a um adversário de respeito.
Em Aveiro,conseguimos marcar 3 sem sofrer.
Oxalá tenhamos encontrado o caminho.


VIVA A ACADÉMICA!

RUI LUCAS

FINAL DE TARDE...COM 33º - COIMBRA


JOTTA LEITÃO

SUPLEMENTO

COIMBRA

LOCAL APRAZÍVEL - SERÃO INESQUECÍVEL







NelaCurado

SAÍDA A CINCO NUMA NOITE DE VERÃO (27-7-2O11)











Isabel Carvalho

segunda-feira, 25 de julho de 2011

TITO MACKAY

video

sexta-feira, 22 de julho de 2011

BIBLIOTECA JOANINA

BARROCO
Azulejos, pintura e talha exuberante

COIMBRA (Século XVIII)


É uma bibliteca única, em que se combinam a influência oriental das decorações em "chinoiserie", com talha portuguesa de grande qualidade.
E no meio de tudo isso há ainda os livros e a força do mecenato régio.
O retrato do próprio rei também é muito significativo.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

JARDIM DA SEREIA - COIMBRA

AZULEJOS SÉC.XVIII COBIÇADOS PELOS LARÁPIOS



JARDIM DA SEREIA

BELEZA REVITALIZADA

FRASE DO DIA...


O polícia para a vetusta senhora:
- Sabe que ia com excesso de velocidade?...
A confissão livrou-a da multa:

- Sei!... Mas tenho que chegar antes de me esquecer p’ra onde vou!

@JLEITAO

terça-feira, 19 de julho de 2011

SÓ DE PASSAGEM

O maior prazer de uma pessoa inteligente é fingir ser idiota diante de um idiota que finge ser inteligente.
Conta-se que no século passado, um turista foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio.
O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples, cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.
- Onde estão seus móveis? perguntou o turista.
E o sábio bem depressa olhou ao seu redor e perguntou também:
- E onde estão os seus???
- Os meus?! surpreendeu-se o turista.
Mas estou aqui só de passagem...
- Eu também, concluiu o sábio.
A vida na Terra é somente uma passagem...
No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente e
esquecem-se de ser felizes.

"NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL... SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA"

FOI ASSIM QUE TUDO COMEÇOU...


RI-RI

ALMOÇARADA DE VERÃO

Referer.org