<

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

LEMBRAM-SE????

CONJUNTO UNIVERSITÁRIO HI-FI


Como é comummente considerado, o rock português ou o rock feito em Portugal nasceu em Coimbra, em 1956, quando José Cid, estudante de Direito, forma os Babies, com guitarras eléctricas e bateria.

Mandando às urtigas as valsas e os tangos tradicionais, os Babies abraçam a nova onda da América, traduzida nos rocks de Bill Haley, Chuck Berry e outros, acabados de nascer, e espalham os novos ritmos pelos bailes de estudantes.

Em 1966, a mãe do rock, sem canudo, troca Coimbra por Lisboa e depois de ter passado pelo Conjunto Mistério funda um dos mais notáveis grupos que alguma vez Portugal ouviu, o Quarteto 1111.

Em Coimbra, que já tinha o seu nome inscrito a letras de ouro na história da música portuguesa - para não ir mais longe, basta citar o nome de José Afonso -, ficou a semente deixada pelos Babies.

E os conjuntos yé-yé floresceram em Coimbra e em todo o País, atrás também de Daniel Bacelar, Zeca do Rock, Victor Gomes, Fernando Conde, grandes pioneiros. E os Festivais também (a final do Festival de Coimbraantecedeu em uma semana o Nacional, realizado em Lisboa).

Apesar de tudo, nesta época, a juventude portuguesa tinha mais uma metralhadora na mão do que uma guitarra.

Além dos grupos próprios da Universidade, Coimbra viu muitas bandas, algumas delas com estudantes-músicos em comum, como os Álamos, Conjunto Universitário Hi-FI, Protões, Cocktails, Playboys, Boys, Lordes ou mesmo Duarte & Ciríaco.

O Conjunto Universitário Hi-Fi surgiu em finais de 1966 formado por Alexandre Carlos Reboxo Vaz, António Manuel Sousa Freitas, Luís Manuel Bulhões Pimentel Paula de Matos, Carlos Manuel Correia e Ana Maria.

Alexandre Carlos Reboxo Vaz - é o viola-baixo. Tem 18 anos e frequenta o 2º ano de Direito. É um apaixonado pelos espirituais negros e pelos blues de Ray Charles. Detesta imitações e preocupa-se em criar o seu próprio estilo. Foi, com Luís, o fundador do conjunto. Em banjo e guitarra executavam melodias do folclore americano. Vinha dos Boys.

António Manuel Sousa Freitas - tem 19 anos e finaliza o 7º ano liceal. É o bateria do conjunto, onde gosta de executar solos. Adora jazz acima de tudo e detesta cantar. Instrumentos preferidos: órgão e bateria. É o elemento mais recente do conjunto recém-vindo de Lisboa, onde nasceu e onde fez parte de agrupamentos de renome. Em 1968 foi substituído por Luís Monteiro. É filho do poeta/letrista António Sousa Freitas.

Luís Manuel Bulhões Pimentel Paula de Matos - viola que prefere não eléctrica. Tem 20 anos, estuda engenharia e é a voz mais alta do conjunto. Do seu entusiasmo nasceu o agrupamento. As preferências musicais vão para os Four Freshman e Bill Evans. Não suporta fífias nem mesmo nos ensaios. Interrompe a melodia e manda recomeçar. Vinha dos Boys. É natural dos Açores.

Carlos Manuel Correia - estuda engenharia electrotécnica. Gosta de toda a música em geral, desde que seja bem interpretada, com saliência para jazz e bossa, West Montgomery, Charlie Byrd e João Gilberto. Conta 20 anos é o solista do conjunto. Compõe melodias e faz arranjos, de acordo com o estilo do conjunto. Também não gosta de imitações. Vinha dos Boys. Nasceu em Chinguar (Angola). Em 1968 foi para os Álamos. É Doutor em Matemáticas e professor universitário em Coimbra.

Ana Maria dos Santos Silva Delgado - tem 17 anos. Aluna do 7º ano liceal, é a vocalista do conjunto e começou a cantar por brincadeira no dia 26 de Março de 1966. Preocupa-a o estilo, tipo Sylvie Vartan. Para isso, grava quase todos os ensaios para poder corrigir defeitos. Preferências: Ella Fitzgerald e Joan Baez. Sempre que os estudos o permitem (e, às vezes, com prejuízo destes) ensaiam. Nasceu em Coimbra. É doutorada na Alemanha (Germânicas), onde é professora catedrática.

Esta formação do Conjunto Universitário Hi-Fi, do início de 1967, teve como origem os Boys, a que se juntaram António Freitas e Ana Maria.

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger RI-RI disse...

Bem lembrado!

12:25 da tarde  
Anonymous Alvaro Apache disse...

Pois é. Ali o meu colega de Turma durante tantos anos....o Paulinha de Matos que era assim carinhosamente apelidado.

3:25 da tarde  
Blogger Titá disse...

Bons tempos, Jotta! Gostei da lembrança...ou das lembranças que o texto trouxe...

7:34 da tarde  
Blogger Ana Constança Messeder disse...

Olá Manuela,
que boas recordações desse tempo, obrigada pela lembrança!
Um abraço da Alemanha da
Ana Maria
Se tiver curiosidade, espreite em
www.anamariasantossilvadelgado.blogspot.com

11:21 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger

-->

Referer.org