<

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

PALÁCIO ESTORIL HOTEL

"AO SERVIÇO DE SUA MAGESTADE" E DO CÉLEBRE AGENTE SECRET OO7, JAMES BOND


Construído ao lado das Termas do Estoril (mais tarde Hotel do Parque), o “Palácio Estoril Hotel “ foi projectado, no início do século XX, pelo arquitecto francês Henry Martinet, com a traça das linhas art déco, e pelo decorador Lucien Donnattao ao jeito de outros lugares de culto europeus como Biarritz. A história do “Palácio Estoril Hotel” confunde realidade com ficção: atravessou uma guerra mundial e uma revolução nacional, foi palco de momentos altos em épocas áureas e serviu de refúgio aos maiores líderes europeus em épocas de crise, albergou espiões e foi lugar de filmagens – como a de James Bond, o célebre agente secreto 007, no filme “Ao Serviço de Sua Majestade”.

Quando na década de 40 do século passado a Europa se via a braços com a Segunda Guerra Mundial, Portugal devido à sua posição neutra no conflito, e pela sua privilegiada localização geográfica, foi lugar de eleição de espiões de ambos os lados da barricada – aliados e alemães –, que aqui traficavam informações valiosas para o teatro de guerra. O “Palácio Estoril Hotel” era então uma espécie de bunker de luxo. Alguns conhecidos agentes secretos aliados e alemães tramaram, durante anos, manobras de espionagem, apenas deixando transparecer o seu estado de espírito quando, ocasionalmente, encomendavam o champanhe mais caro do hotel. Este “champagne news service” antecipava as informações das próprias agências noticiosas.

Contudo o apelo do Estoril nessas décadas de ouro, não se fazia sentir apenas junto dos espiões. O clima ameno, as praias de águas tranquilas, as boutiques, as esplanadas e o casino atraíam também as elites europeias endinheiradas que chegavam à vila através do mítico comboio Sud-Express, que à data fazia a ligação entre Paris e a estância balnear portuguesa

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Powered by Blogger

-->

Referer.org